segunda-feira, 17 de março de 2014


APENAS UM ABRAÇO

Algumas vezes, só quero um abraço.
Não é beijo, aperto, amasso…
É mesmo, apenas só um abraço!
Existe desejo, amor, paixão, atração…
Ah! Existe tudo, bem mais que isso…
Mas, nesse momento em especial,
dou tudo o que tenho por um abraço.
Que seja um abraço longo, macio,
carinhoso, fofo, apertado, protetor…
Onde eu possa sentir teu coração
batendo bem perto do meu,
e a certeza de que você está
de corpo e alma ao meu lado,
dizendo que tudo vai ficar bem,
e eu me sentindo, exatamente
e completamente, assim.

Toda a minha angústia, minha dor
dissolvendo em teu abraço...
Sinto que um abraço seja eu te
falando sem palavras e você 
me ouvindo com teu coração.
Teu abraço é capaz de revestir
a minha alma, de desfazer 
qualquer nó, apertar qualquer laço.
Me abrace com vontade,
com o coração, com a alma...
Me envolvendo, aconchegando,
protegendo, acolhendo...

Pois quanto mais apertado, mais 
alívio trará ao meu coração.
Algumas vezes, pode ter certeza,
eu vou te pedir, me conheço bem...
Mas, será ainda melhor quando
você perceber que eu preciso,
e abrir os teus braços antes
mesmo que eu te peça...
Não precisa falar nada,
não se sinta pressionado
a dizer algo que me acalme,
ou que me faça sorrir…
Basta que você fique um tempo
suficiente para fazer com que
eu perceba que você se importa comigo,
com o que penso, com o que faço, 
com o que sinto, com o que quero...
Se caso eu sorrir dentro do teu abraço,
é tão somente pela sensação de paz…
Se eu chorar, será como um desabafo...
E, então apenas me aperte um pouco mais
forte, mas sem me pressionar a nada.
Se eu te puxar para mais perto,
é para acreditar que você está ali,
e te demonstrar que não quero que saia.
Por mais que você pense que eu seja
de alguma forma forte em qualquer sentido,
jamais esqueça que atrás desse escudo,
existe uma fragilidade que pede por carinho.
Mesmo que eu seja uma pessoa que procura
sempre ouvir, conversar, ajudar aos outros,
também necessito que façam por mim…
Lembre-se disso, e, apenas, me abrace.
Diante de um momento de carência,
que eu começo a falar por horas e horas,
e, talvez, chorar até me desmanchar,
querer reclamar muito da minha vida,
a querer gritar para o mundo, a minha dor,
e eu sei que já fiz muito isso, e, certamente,
farei muito ainda, pois conheço o meu coração...
Mas, verdadeiramente, eu quero é ser abraçada.
Se eu disser que te amo, enquanto estiver ali…
Estarei sendo muito verdadeira.
Se eu dormir, não saia de perto…
Mesmo dormindo, sentirei a tua proteção.
E quando acordar, certamente, tudo terá
passado e me sentirei acalentada
pelo teu abraço, e o meu coração estará
aquecido com teu calor de alma.
Então, continue perto, pois nesse momento,
vou querer bem mais… E serei tua por inteira.
Mas, entenda que de vez em quando…
Um abraço é tudo que preciso!
Hoje você tem um motivo para me abraçar,
e será bem recompensado com o meu abraço...
Então, me abrace, e sinta o meu mais gostoso
e fofo abraço que eu estou disposta a te oferecer…


Vannessa Adriana Butterfly

Nenhum comentário: