segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

SEM JULGAMENTOS

Levemente, sinto-me flutuar.
Minh'alma, em plena elevação,
O melhor de mim, a revelar.
Percebo uma rara emoção,
No meu coração arrepiar.

Pois, não são raros os momentos
Que você consegue, sem imaginar,
Proporcionar-me muitos alentos.
Demonstra sempre me apreciar,
Sem julgar meus sentimentos.

Então, o meu frágil coração, com
Emoção, consegue improvisar
Palavras carregadas de gratidão
Por, melhor do que sou, me enxergar,
Revelando uma, aparente, admiração.

Você descarta razões para me julgar
Pois, sei que por mais que eu tente,
Nem sempre eu consigo acertar
Para não fazer nada erroneamente
Você, tão coerente, evita me avaliar.

Mesmo quando a me observar
Com, impressionante, reverência,
Incrivelmente, consegue enxergar,
Sem delinear minha aparência,
Minha essência que é bem peculiar.

Vannessa Adriana Butterfly

Nenhum comentário: