domingo, 29 de setembro de 2013



S A U D A D E S

S empre sinto de lá se estou aqui, 
   e sempre que estou lá sinto daqui.

A lgo que atormenta o meu coração 

   e desestrutura a minha razão.

U m sentimento que é indescritível 

   e imensurável pela a sua imensidão.

D as pessoas que eu deixei para trás, 

   ou das pessoas que, sem que eu nunca

A s deixasse, se foram de mim, eu sinto 

   uma enorme e dolorosa falta que

D ilacera a minha alma, e me faz trilhar 

   por um difícil caminho espinhoso,

E, irremediavelmente triste, deixando-me 

   com um inconsolável e incorrigível vazio.

S em saber que direção será melhor tomar, 

   para, quem sabe, meu coração acalentar.

Vannessa Adriana Butterfly