quarta-feira, 31 de julho de 2013



MUITAS PALAVRAS, 
POUCOS SENTIMENTOS

Rasgaram todos meus sonhos,
Rasuraram a minha esperança.
Eu não sei se há como apagar,
Ou como pagar uma boa fiança.

E isto, muito me entristece
Pois já nem sei se compensa
Já não espero recompensa
Por escrever algo novamente.

Pessoas tão ricas de palavras,
Mas de sentimentos tão vazios.
Infelizmente, me parece que só
Ecoam de seus corações o vazio

Sempre tantas leituras, porém
Várias interpretações analfabetas.
Olhos tão cegos, e mentes que querem
Só o que lhes interessam como metas.

Vannessa Adriana Butterfly