quarta-feira, 31 de julho de 2013

 
  

BORBOLETAR

Resolvi não esconder o que sinto.
Quanto o mundo me maltratou!
Desiludi e quase desisti, mas pressinto:
A vida é muito mais do que me restou.

Vejo que as janelas, novamente, estão abertas.
Redescubro através delas, minhas asas libertas.
Uma nova oportunidade de voar ao mundo.
Da minha vida recomeçar por um outro rumo.

Vannessa Adriana Butterfly