quarta-feira, 6 de julho de 2011

 
 
LIBERDADE

L    iberte-me, pois sou unicamente uma tradução
I    terpretação dos meus mais íntimos mistérios
B   eirando um abismo que de cima não avisto o chão
E   xcluí-me de tristes e aprisionados critérios 
R   econstruindo uma ideia de grande inspiração  
D   escontruindo os cuidados que só parecem sérios 
A   ssumindo, que há uma liberdade de imaginação  
D   esvendando sempre os labirintos de impérios  
E   não permitindo, que de mim, façam compilação 

Vannessa Adriana Butterfly